Editorial: A juventude

De quatro em quatro anos este é um apelo que se repete: o da integração de jovens em listas autárquicas. Pode parecer mais do mesmo, mas na verdade, num concelho onde o partido do poder é o mesmo desde sempre, é importante criar “rasgo” através destes pequenos detalhes.

Se do lado da oposição, este é o momento ideal para colocar em lugares de destaque jovens, que assumam a luta contra o partido de poder, sem problemas, sem os “vicios” de outras gerações, do lado do PS, é importante que essa juventude seja integrada para colaborar na construção de um concelho mais completo.

Entre “personalidades de conhecido relevo” e um jovem que seja apontado como um potencial talento na sua área de actuação, que estabeleça novas prioridades, que exiga novas coisas ao executivo, parece-me que a politica autárquica tem mais a ganhar com esta última opção.

Por outro lado, do lado de quem toma as decisões diárias, deve essa integração ser feita, para que surjam novas ideias, muitas delas inexequiveis, como é normal de uma idade em que o sonho ainda supera o pragmatismo, mas para que novas áreas saltem para o topo de uma agenda muitas das vezes circular.

2017@almeirim2017.com'

Fundador do Almeirim 2013 e Almeirim 2017. Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Responsável de comunicação de uma federação desportiva. Colabora ainda com meios de comunicação ligados à politica nacional, ao ténis e à tauromaquia.

Share this Post[?]
        


Leave a Reply